sexta-feira, 31 de julho de 2009

Tire suas dúvidas sobre a gripe suína

Época gripe suína
Imagem da Época
Matéria da revista ÉPOCA onde várias perguntas sobre a influenza A (H1N1) são respondidas por especialistas.

Matrix, os evangélicos e a crise do real e do irreal.


Há pouco eu revi a trilogia do filme Matrix. O filme apresenta como tema a luta do ser humano, contra o domínio das máquinas que evoluíram após o advento da Inteligência Artificial. Em um recurso extremo para derrotar as máquinas, a humanidade cobriu a luz do Sol para cortar o suprimento de energia das mesmas, mas elas adotaram uma solução radical: como cada ser humano produz, em média, 120 volts de energia elétrica, começaram a cultivá-los em massa como fonte de energia. Para que o cultivo fosse eficiente, os seres humanos passaram a receber programas de realidade virtual, enquanto seus corpos reais permaneciam mergulhados em habitáculos nos campos de cultivo. Essa realidade virtual, que é um programa de computador ao quais todos são conectados, chama-se Matrix e simula a humanidade do final do século XX.
O filme é repleto de mensagens sutis, dentre as quais da existência de pessoas que preferem viver no mundo irreal a libertar-se da Matrix. Isto me faz lembrar inúmeros crentes em Cristo Jesus que optaram por viver a vida cristã em casulos ilusionários. Para estes, não vale a pena livrar-se dos habitáculos escravocratas, até porque, o mundo real vai de encontro a tudo aquilo que sempre combateram. Os crentes “matrixados” preferem a prisão dos usos e costumes a liberdade em Cristo Jesus. Aliás, você já se deu conta da existência de cristãos que não conseguem lidar com a liberdade? Para estes, o cristianismo não é libertário, e sim “budificado” e “carmático”. Neste contexto, usar maquiagem, brincos, pulseiras e anéis, ouvir música do mundo, jogar futebol, tomar um cálice de vinho com o cônjuge em datas especiais, dentre outras coisas mais, pode ser considerado libertino e demoníaco.

Prezado amigo, infelizmente um número significativo de cristãos, salvos em por Deus, ao ouvirem a mensagem libertadora do evangelho de Cristo, recusam o mundo real preferindo o “lerê, lerê” da Matrix.

Pense nisso!

Renato vargens

FOnte:http://renatovargens.blogspot.com/

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Rob Bell - 12 - Mattew



Testemunho Jeremy Camp - Legendado





Walk by Faith - Jeremy Camp - Legendado


segunda-feira, 27 de julho de 2009

Futebol mantém a paz no Haiti



Haiti tem passado por uma grande mudança e precisa de ajuda, nessa reportagem do programa esporte espetacular nos podemos ver a situação chocante em que esse pais se encontra após o cessar da guerra.

mais mesmo no meio de tanta destruição e miséria podemos ver pessoas mesmo cercada por tanta miséria ainda encontram um pouco de felicidade,seja com a capoeira como uma forma de arte ou com o futebol .

nessa reportagem qualquer um pode tomar seus próprio conceito de como se encontra esse pais.


Fonte:http://globoesporte.globo.com/Esportes/Esporte_Espetacular/0,,16321,00.html

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Sobre ser Igreja, Estar Igreja e Outras Variantes Gramaticais


Tenho a impressão de que a forma que as pessoas utilizam determinadas palavras em seus discursos expressa muito do que elas pensam sobre esse termo. Jacques Derrida, um dos filósofos da chamada pós-modernidade, nega que a linguagem tenha um significado fixo relacionado a uma realidade fixa ou que ela desvele uma realidade definitiva. Dentro dessa perspectiva a palavra falada está intimamente ligada a sua fonte.

Ora, nessa perspectiva linguística percebemos como o termo "Igreja" é utilizado de formas tão variadas e contém significados totalmente díspares entre pessoas que compartilham do mesmo ambiente social.

Quando "vamos à igreja", a Igreja se torna mero objeto indireto, e quando fazemos uma campanha para "construirmos uma nova igreja" ela se torna objeto direto. Nessas visões a Igreja é vulgarmente isso: um objeto de nosso capricho e desejos sórdidos em dominar algo do qual não temos controle.

Porém quando "somos a Igreja" ela se torna predicado e quando a "Igreja somos nós" aí sim ela é sujeito. Sujeito esse que consequentemente necessita de um verbo para completar essa oração.
A grande questão é que em nosso jogos linguísticos achamos que estamos falando da mesma coisa, mas o diálogo torna-se impossível porque enquanto uns são sujeitos de suas ações e de suas existências outros apenas tornam suas ações objetos de seus egos inflados.

Enquanto não se compreender essas diferenças linguísticas sempre será impossível ser Igreja sem ir a igreja, será incompreensível estar Igreja sem pregar igreja. O discurso nesse caso volta a ser católico medieval, extra ecclesia nulla salus, fora da igreja não há salvação; e sendo discurso é sempre escravo da linguagem e de seus signos.

Mais do que a nova reforma ortográfica da língua portuguesa torna-se necessário a reforma gramatical dos conceitos eclesiais e a reforma de pessoas que teimam em serem prisioneiras da Letra que mata em vez de livres no Espírito que vivifica e santifica a Igreja.

William Koppe, no blog http://www.williamkoppe.blogspot.com/

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Que porra de Evangelho é esse?


A prova de que o cristão não anda muito interessado em aprender sobre Cristo é o fato de que nesse momento muitos cristãos conhecem maravilhosamente bem o significado de porra mas nunca se interessaram em ler ao menos os evangelhos. Cai como uma luva sobre a igreja brasileira a já tão conhecida frase do Tony Campolo:

Enquanto você dormia ontem, 30000 crianças morreram de fome ou de doenças relacionadas a má nutrição. E mais, a maioria de vocês nunca ajudaram em merda nenhuma. E o que é pior: você está mais perturbado com o fato de eu ter dito “merda” do que com a notícia de que 30000 crianças morreram de fome na última noite.

Qualquer um que vai à igreja se depara com uma deturpação da lei da semeadura que apresenta-se de maneira tão clara:

Gal 6:7 Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
Gal 6:8 Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.

Como não poderia deixar de ser em um momento que a alienação atinge altíssimos níveis na igreja cristã - a batida contínua na mesma tecla ocorre somente porque é o que se pode ver diariamente desde igrejas de fundo de quintal a templos enormes portanto, calar-me ao meu ver é ser conivente - interpreta-se um versículo que fala de recompensa pós-vida para alimentar um povo fanático com falsas esperanças de vitórias.

O primeiro erro está em pensar que semear é cumprir ritos considerados sagrados por humanos. Sim, é difícil de acreditar mas, ainda existem pessoas que acreditam que não fumar, beber ou xingar é mais importante do que coisas extremamente piegas como amar e perdoar. A constatação do motivo é fácil e simples: o cristianismo não é simples, ele é conciso. Quando nos utilizamos da famosa e clássica definição de empatia:

Mat 7:12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós a eles; porque esta é a lei e os profetas.

não estamos dizendo que o evangelho é simples ou de fácil entendimento prático, observa-se que Cristo definiu a prática das boas-novas de forma concisa, até porque se o cristianismo fosse de fácil compreensão a prática, mesmo por aqueles que dizem não viver uma religião, seria bastante palpável.

Na realidade o que se prega em quase todo culto o qual você tenha o desprazer de ir não passa de uma imitação barata do tão afamado Karma. Faça uma coisa boa e algo bom acontecerá e o mesmo ocorre com o oposto, essa é a definição mais simples de karma. Ou, quem sabe, pregadores, no afã de agradar o lado científico, tentam aplicar a Terceira Lei de Newton conhecida como Lei da Ação e Reação a uma mensagem totalmente metafísica.

Bastante clichê o discurso de crítica à igreja, no entanto a putaria que estão transformando a interpretação bíblica é tão absurda que falar palavras consideradas de baixo calão não chega nem perto da enganação e do prejuízo que os evangélicos trazem a sociedade. Fazem uma orgia de significações com um único, simples e absoluto objetivo: agradar seus próprios egos. Quem terá coragem de dizer que nenhuma personagem bíblica da Nova Aliança se deu bem em vida? Que os mais fieis tiveram mortes terríveis? Que o cristianismo não é uma vitória em vida? Que porra de Evangelho é esse que dizem pregar?

P.S.: O objetivo do uso de palavrões é causar impacto no sentido de que é isso, em linguagem clara e simples, que os não-cristãos perguntam quando vêem escândalos e mais escândalos, incoerências e fanatismo. A mensagem de Cristo é clara, apesar de João 13:35 não se fazer presente nunca.

P.S.: Peço desculpas aos que não gostam de ler tais palavras, me apoio na licença poética apesar da falta de poesia.

Raphael, no blog http://rapensando.blogspot.com/

terça-feira, 21 de julho de 2009

DOE...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Michael W. Smith and Amy Grant - Friends

FELIZ DIA DO AMIGO

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Jovem: controle-se!



O mundo tem ofertas mil para oferecer aos jovens e aos velhos, porém o público jovem é o mais focado. Boates, barzinhos, festinhas, turmas, grupos, “galerinhas”, amigos, amigas, rolos, ficantes e por aí vai.


Infelizmente, muitos têm cedido aos desígnios errôneos do coração. A grande maioria dos “influenciáveis” pelas armadilhas que o diabo tem plantado no mundo são os jovens que estão achando praticamente tudo normal e ainda encontram na Bíblia, possíveis explicações para seus erros e suas escolhas.


As pregações mais “linha-dura” sobre céu e inferno têm deixado a desejar em muitos templos das várias denominações, visto que a pregação da vida abundante e maravilhosa, na qual Deus apenas nos dá e dá... e dá mais ainda são muito mais atraentes do que aquelas nas quais esse “dar” de Deus vem seguido de uma coisa essencial: amar a Deus acima de QUALQUER coisa.


Voltando ao assunto, os jovens estão nas igrejas levando vidas superficiais e, muitas vezes, vazias repletas de falsos significados. Estão deixando os desígnios mundanos invadir suas vidas e suas mentes dia após dia e, infelizmente, muitas vezes não são alertados disso. A prudência não é mais uma das principais virtudes na vida dos jovens, sejam eles cristãos ou não.


O que está acontecendo? Realmente, não sei. Mas sei que isso não é o melhor caminho a ser seguido, pois Jesus é o único caminho. E se Jesus não tem sido o centro, o alvo principal, você, com certeza, não está indo pelo caminho correto. Pode ser que lá na frente, depois de passar pelas pedras, pelos espinhos, pelos buracos, pelas armadilhas, pelas trancas nas portas, pelos muros que terá de pular e por muito mais que o caminho que não é de Deus te levará, você encontre a verdade e a verdade vá te libertar. Porém, pode ser que no meio dessa caminhada aparentemente feliz e cheia de prazeres, você encontre a morte e Deus não poderá fazer mais nada por você.


A Palavra de Deus nos alerta no livro de Provérbios: A sabedoria do prudente é entender o seu caminho, mas a estultícia dos insensatos é engano. (Provérbios 14.8). Os sinais estão muito claros e a volta de Jesus é iminente. É bom se lembrar que ele não fará avisos da sua volta, nem dará tempo de você repensar seu caminho enquanto ele estiver descendo dos céus para buscar seus filhos.


Ore e entenda que o que Deus quer para seus filhos é o que há de melhor. Se é “crente” e precisa sair e curtir para se sentir “completo”, ou acha que precisa disso, pois sente a falta de algo em sua vida, provavelmente tudo isso que te falta e que as saídas semanais não conseguem suprir seja suprido por uma única atitude: aceitar Jesus realmente em sua vida.


Pense nisso e seja prudente!


Breno Amaral
redacao@lagoinha.com

Fonte:http://www.sexocristao.com/

Uma bela lição de vida

O vídeo abaixo, passa uma mensagem de superação, uma verdadeira lição de vida. A palestra apresentada é tão impactante que é impossível não pensar na vida, nas nossas atitudes.

Assista-o!






Espero de coração que este vídeo sirva como uma referência de determinação, de visão positiva, de transformar o negativo em um grande motivo pra viver e enfim, que o faça refletir o quanto você é forte.



Fonte:http://www.insoonia.com

segunda-feira, 13 de julho de 2009

RODOLFO ABRANTES

Emocionante testemunho do cantor Rodolfo Abrantes( ex-vocalista da banda de rock Raimundos)na Igreja Bola de neve:
(a imagem num ta muito boa não mais o audio ta otimo e é o que importa =])



Parte 1





Parte 2

domingo, 12 de julho de 2009

Rob Bell - 11 - Rhythm

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Preste atenção aos sinais!


Quase no fim de mais um livro, fui surpreendido por Carlos Drummond de Andrade. Não sei se pelo fato de estar tão aberto - neste momento - ao amor, mas só sei que estou mais sensível à beleza poética das letras que tenho lido; penso estar Deus falando comigo através da literatura de maneira muito profunda nesses últimos dias...estou crescendo em sensibilidade. As palavras a seguir, estão ressoando intensamente dentro de mim.



"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceste.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, percebe: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeçe: Deus te mandou um presente divino: o amor.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receberes um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entrega-te: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo estiveres triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o teu sofrimento, chorar as tuas lágrimas e enxugá-las com ternura: poderás contar com ela em qualquer momento de tua vida.

Se conseguires, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se achares a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se não conseguires trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se não consegues imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se tiveres a certeza que irás ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiveres a convicção que vais continuar sendo louco por ela...

Se preferires fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na tua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Ou às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixa-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor."

Carlos Drummond de Andrade

Fonte:http://celebraii.blogspot.com

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Entre um e outro

Church Mice_between

Diácono:
Pregador, qual é a
melhor parte do seu
trabalho?

Pregador:
Celebrar o nascimento
de um bebê novinho em folha!

Diácono:

E qual é a parte mais
difícil? Funerais?

Pregador:
Tentar dizer às pessoas
o que fazer[no espaço de
tempo] ENTRE
as duas coisas…

Publicado aqui sob a autorização de Karl Zorowski (Church Mice).
Agradecimentos a Martin Erwin (Christian Cartoons).

Tradução (livre) por Mural na Net.

terça-feira, 7 de julho de 2009

O samba de Jesus




Quando a mulher jogou-se ao chão, enquanto chorava e lhe lavava os pés com lágrimas, ele inclinou-se para ela e, docemente, fazendo jorrar dos olhos e da voz amor e compaixão enebriantes, cantou as duas primeiras estrofes dessa canção.

O meu samba vai curar teu abandono
O meu samba vai te acordar do sono
Meu samba não quer ver você tão triste
Meu samba vai curar a dor que existe
Meu samba vai fazer ela dançar
É o samba certo pra você cantar

O meu samba é de vida e não de morte
Meu samba vem pra cá e traz a sorte
E celebra tudo o que é bonito
Meu samba não despreza o esquisito
Meu Samba vai tocar no infinito
Meu Samba é de bossa e não de grito

Dias depois, quando estava prestes a partir, reuniu em um dos morros da cidade os bambas de verdade que o seguiram aos trancos e barrancos nos últimos anos e cantou para eles a estrofe final.

Meu Samba, defendi com alegria
Deixe que a noite vadia
Vai saber lhe coroar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar
Deixo entregue aos bambas de verdade

Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar

Fonte:http://saraufacamolada.blogspot.com/

Um raio-x da juventude evangélica brasileira

Olá Juventude [Antonio Abreu em Olhares.com]
Um texto escrito por alguém de dentro da Igreja Batista, mas que bem pode refletir, como o próprio título diz, a realidade da juventude evangélica como um todo.


Há algumas semanas acompanhei um fórum num grupo batista de debates no qual se questionava se os jovens fazem ou não diferença na vida da nossa denominação. Não escondi minha empolgação por saber que, naquela ocasião, os olhos de muitos se voltavam especialmente para a juventude. Porém, a empolgação foi logo substituída por outro sentimento: preocupação. Sim, pois naquele debate vi a realidade de nossa juventude ser exposta diante de uma acurada análise. E os resultados não foram os mais satisfatórios.

Embora existam boas e louváveis exceções, uma das principais marcas da geração atual é a pouca resistência aos efeitos da pós-modernidade. Vemos, de norte a sul do país, juventudes inteiras desmotivadas e pouco comprometidas com Deus, sua Palavra e sua Igreja. Numa espécie de raio-x constatamos que a maioria dos jovens dá pouco ou nenhum valor a questões como vocação e espiritualidade. Sonham e vivem hoje exclusivamente em prol da profissionalização e de inesgotáveis graduações. Estas são as “bolas da vez”. Uma espécie de segunda “descoberta da pólvora”. Já o reino de Deus cai sempre pra escanteio e vira, inevitavelmente, segundo plano.

E a espiritualidade deles, onde fica? Boa notícia: ela não acabou nem morreu. Está apenas num estado de “hibernação”. Quando o inverno das buscas profissionais e intelectuais passar, eles planejam despertar. Sejamos francos: há sim um desejo múltiplo de “adoração”, só que quase sempre (e apenas) por meio de “louvorzões”, congressos, festivais, gincanas etc. Contudo o cultivo de valores cristãos na vida pessoal é algo cada vez mais raro. Há pouco ou quase nenhum interesse pela genuína Palavra de Deus.

Lamentamos ainda por saber que, embora tendo um número razoável de jovens como membros de nossas igrejas, eles não representam ainda sólida e significativa expressão nem para a vida denominacional nem para o país. Nossa relevância para o Brasil varia entre discreta, despercebida e inexistente...

Mas nem tudo está perdido. O lado bom da análise nos faz vislumbrar uma juventude que, embora não sendo 100% ativa, traz sobre si altíssimo potencial. Nossas igrejas são verdadeiros celeiros de jovens que têm em si muita capacidade e desejo de servir ao nosso Deus, e que apenas precisam saber quais os principais meios para fazê-lo. E os principais responsáveis para que estes potenciais sejam transformados em ação concreta são nossos líderes denominacionais (locais, estaduais e nacionais).

Com vistas a essa realidade, propomos a cada líder, em qualquer esfera em que esteja servindo, a se empenhar (ou continuar se empenhando) para mudarmos esse quadro.

Que a nossa geração possa deixar bons frutos. E que esses frutos gerem outros. Que marquemos a nossa geração não apenas sendo contados junto àqueles que são, diariamente, consumidos pelos efeitos da pós-modernidade. Que a nossa maior glória não seja apenas ser conhecidos como jovens de destaque na medicina, engenharia, docência e tantas outras ciências. Mas que sejamos conhecidos, principalmente pelas gerações que nos sucederão, como verdadeiros adoradores do Deus vivo; como servos fiéis do Senhor da seara. Porque, no final das contas, descobriremos que isso é o que realmente vale a pena.

Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe neste propósito. Jovens, lutemos juntos pela salvação do nosso povo. Eles não podem mais esperar. É tempo de avançar por amor aos brasileiros!

* Francisco Helder Sousa Cardoso é presidente da Juventude Batista do Pará.

A fé incomoda

Brasil Copa das Confederações 2009 (Terra)
Foto de Reinaldo Marques (Terra)
A fé demonstrada pelos jogadores brasileiros após a conquista da Copa das Confederações 2009 no domingo retrasado parece que incomoda/incomodou algumas pessoas, e de uma forma peculiar. Confira um trecho do texto de um jornalista/comentarista esportivo para a BBC Brasil:

“(…) surpreende o fato de atletas usarem a combinação entre um veículo de grande penetração como a televisão e a enorme capacidade de marketing da seleção brasileira, para divulgar mensagens ligadas a crenças, seitas ou religiões.

Se arriscam a serem confundidos com emissários de pregadores dispostos a aumentar o número de ovelhas de seus rebanhos às custas do escrete canarinho, como emissários evangélicos em missão.”


http://www.bbc.co.uk/blogs/portuguese/2009/06/religiao.shtml

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Não estou bem, mas sinto-me ótimo!


Suspend stylish young man with glasses. É muito chato ter que “estar bem” o tempo todo.

Pra maioria das pessoas estar bem, é ter sempre uma voz animada e um rosto otimista e feliz.
Ainda mais pra quem trabalha na área comercial como eu.

Nossos chefes, amigos, familiares, cônjuges, todos cobram isso de nós indireta ou inconscientemente.

Hoje à tarde me dei o direito, de não estar bem, embora me sinta ótimo.

Acho que parte de minha liberdade e individualidade é optar pela solitude [solidão].

Não, não estou desanimado com a vida, pelo contrário, estou é agradecido, por tudo o que está acontecendo comigo, não estou triste, estou reflexivo.

Percebi que na correria do dia-a-dia preciso disso.

Tenho necessidade de me calar. Não triste apenas quieto.

Vez por outra esse sentimento espontaneamente aparece e arrebata minha alma, interfere na rotina, me inspira, enche minha alma de expectativas, aspirações e suspiros, parece até que tenho o céu, a eternidade dentro do peito.

É como diz o sábio Rubem Alves:

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses” .

O profeta Jeremias diz que é bom para o homem aguardar pelo Senhor em silencio e quietude. (leia por favor Lamentações 3:26 - 29)

O fato é que muitos, cristãos não entenderam o bem que existe na pausa.

Não gostam de parar, não gostam disso porque se param, começam a olhar pra dentro de si, e quando olham não gostam do que vêem, então não param.

Inclusive na igreja, ergue a mão, senta, levanta, diga pro seu irmão, bata palmas bem forte e por aí vai, o que não pode é parar, todos devem “estar bem”.

Em igrejas assim não há lugar pra gemidos, ou choro, ou tristezas, apenas para a performance.
Hoje tô quieto, e do meu jeito, tô bem.

Tô esperando pra ver o que Deus fará comigo nesse momento decisivo que estou vivendo.
Faz tempo que parei de me cobrar uma oração muito falada e cheia de argumentações na tentativa inconsciente de convencer Deus de alguma coisa, onde a alma não diz nada.
Prefiro fechar minha boca, para que minha alma nostálgica fale alto aos ouvidos Dele.
Hoje minha oração, é meu coração apertado e contrito, e minha disponibilidade para Ele.
...Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus ...


Texto de Daniel do Mente Livre

Rob Bell - 10 - Lump